Terraplanismo neoliberal não tem solução para a economia

    Pandemia do Coronavírus agrava a crise econômica no Brasil.

    Na mente estreita dos neoliberais não se encontrarão os instrumentos para vencer o atual ciclo recessivo  e muito menos  massa cinzenta para enfrentar uma crise depressiva excepcional como a que virá no desdobramento do CORONAVÍRUS.

    Como disse a competente economista Monica De Bolle, o pensamento linear não sai facilmente do trilho a que se acomodou. Quem tem soluções são mentes inquietas, que sempre procuram novos caminhos e não se aferram a teorias terraplanistas fixas que existem tanto na política como na economia.

    Os “neoliberais dos anos 70”, à moda chilena, “não aceitam a conta dos fracassos dessa política inconsequente de “Estado mínimo”, ora em desmonte no Chile, depois de ter sido desmontada em todo mundo.

    A reveladora entrevista da economista Monica De Bolle, Senior Fellow do Peterson Institute of International Economics  (https://www.piie.com/), um dos principais “think tanks” de economia internacional dos EUA, relata-nos sobre o choque de uma palestra do ministro Guedes nesse centro de estudos em cujo Board estão vários Secretários do Tesouro dos EUA, entre os quais Alan Greenspan, célebre Chairman do FED, e outros  Conselheiros do FED, a nata da elite econômica dos EUA.

    Nessa palestra Guedes, segundo relato de Monica De Bolle, surpreendeu a todos pela sua ignorância sobre economia. De Bolle disse isso sem rodeios ou meias palavras em entrevista na TV GGN. Portanto, o que esperar desse personagem comandando quatro Ministérios cruciais para o País?

    Da política monetária nada se pode esperar. O Banco Central (BC) já reduziu a taxa básica para níveis muito baixos e nem por isso a economia se reanimou. Agora vai liberar R$150 bilhões de compulsórios para os bancos, mas quem é que vai tomar crédito hoje?  Primeiro, a taxa de juros dos bancos é dez vezes a taxa Selic para o tomador, depois NÃO HÁ TOMADOR COM LIMITE DE CRÉDITO  LIVRE. Como se não bastasse, tomar crédito PARA QUÊ? Não há onde investir ou por quê investir em uma economia paralisada?. Então a política monetária não tem espaço para operar.  Resta a política fiscal, mas essa está limitada por uma psicose de BRASIL QUEBRADO, algo completamente falso.

    O Estado pode emitir já R$400 bilhões em títulos, desde que há espaço de liquidez nos bancos e no Banco Central e isso cria a oportunidade de dirigir tais  INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA para gerar renda na base da economia. É o que estão fazendo os governos da Europa, Japão e EUA, que não são limitados como os NEOLBERAIS TERRAPLANISTAS DO ESTADO MÍNIMO BRASILEIRO.

    É preciso imediatamente substituir a absurda lei de LIMITE DE GASTOS, coisa de neoliberais fanáticos do ESTADO MÍNIMO. Nem os EUA têm isso.

    Com a reativação da economia, SOBE A ARRECADAÇÃO, boa parte desses fundos volta ao Estado, a população ganha renda para consumir e a roda da economia volta a girar, MAS PARA ISSO TEM QUE TROCAR TODA A EQUIPE ECONÔMICA e cancelar a independência do Banco Central.

    E a dívida pública?  Hoje R$4 trilhões, pode chegar a R$6 trilhões, qual o problema? Ah, os investidores fugirão do Brasil. JÁ FUGIRAM, basta dessa estupidez de querer agradar investidor estrangeiro. FORAM TODOS EMBORA.

    Com tanto agrado, o que investidor quer é ECONOMIA CRESCENDO. Não interessa a dívida pública, a reforma da Previdência, a reforma trabalhista, SÃO MIRAGENS vendidas ao público crédulo.

    Com a reforma trabalhista viriam os empregos, NÃO VIERAM; com a reforma da Previdência viriam os investimentos, NÃO VIERAM; o apogeu do investimento estrangeiro REAL e não apenas especulativo no Brasil ocorreu entre os anos de 1950 e 1975 COM INFLAÇÃO ALTA, DÉFICIT PÚBLICO  ALTÍSSIMO, CRISE CAMBIAL. Ocorreu por quê?

    PORQUE HAVIA CRESCIMENTO NA ECONOMIA, puxado por demanda, o povo tinha dinheiro para comprar, não havia desemprego, era o MILAGRE ECONÔMICO BRASILEIRO, com inflação, déficit público e crise cambial. Ministro para crescimento precisa ser ECLÉTICO, não pode ser IDEOLÓGICO.

    Com essa equipe no Ministério da Economia e no Banco Central o BRASIL VAI AFUNDAR NA PIOR DEPRESSÃO DE SUA HISTÓRIA.

    Deixe um comentário

    Os comentários serão avaliados pela redação. Solicitamos que o debate de ideias seja mantido em nível elevado, à altura da busca de soluções para os problemas nacionais. Não se admitem xingamentos pessoais nem acusações que configurem os crimes de calúnia, injúria e difamação.

    Escreva seu comentário!
    Digite seu nome aqui