Opinião

INTÉRPRETES DO BRASIL – GILBERTO FREYRE

Este é o décimo primeiro de uma série de artigos de Felipe Quintas sobre os intérpretes do Brasil. O Instituto Bonifácio promoverá, a partir da série, o curso Intérpretes do Brasil, a ser ministrado pelo próprio Felipe Quintas.

Vereador gaúcho tripudia sobre memória dos lanceiros negros desqualificando hino farroupilha

Pinheiro do Vale Os lanceiros negros devem estar fulos de raiva com o vereador Mateus Gomes, do Psol, que...

Que vontade de nascer americano

Demétrio Magnoli - Fonte: O Globo Pela direita, mas também pela esquerda, a linguagem política brasileira mimetiza os temas,...

INTÉRPRETES DO BRASIL – MANOEL BOMFIM

Este é o décimo de uma série de artigos de Felipe Quintas sobre os intérpretes do Brasil. O Instituto Bonifácio promoverá, a partir da série, o curso Intérpretes do Brasil, a ser ministrado pelo próprio Felipe Quintas.
José Bonifácio

José Bonifácio, o estadista que fundou o Brasil

Arquiteto da Independência e da estruturação do Estado nacional brasileiro, Bonifácio segue como um exemplo para o Brasil moderno

Mudanças no futebol chinês podem impactar o negócio do futebol no mundo

Luís Antonio Paulino A China tornou-se nos últimos anos um dos principais mercados de futebol no mundo. Estrelas do...

Os dilemas do processo constituinte no Chile

Carlos Renato Ungaretti Tiago Nogara No dia 25 de outubro, a...

O Brasil e a América do Sul, para além das ideologias

A primeira década do século XXI foi marcada pela potencialização de relevantes instrumentos de cooperação multilateral entre os Estados nacionais na América...

Vladimir Putin e Oliver Stone: cinema e política em ritmo de grande arte

A humanidade de Vladimir Putin. Esta é a revelação estética mais importante do documentário-entrevista realizado com o líder russo pelo cineasta norte-americano...

Aldo Comenta

Entrevista

Defesa, Forças Armadas e a proteção da Democracia, com Aldo Rebelo e Ciro Gomes

Aldo Rebelo participou de entrevista ao vivo no #RepareBem, com Ciro Gomes, na noite da última terça-feira (26). Confira a íntegra!

Manifesto: pela união nacional de amplas forças heterogêneas

Somente a união de amplas forças políticas, econômicas e sociais, em torno de uma proposta de reconstrução e afirmação nacional, pode abrir caminho para a superação da crise atual.

Datas Nacionais

Verdades e Mentiras

Rui Barbosa mandou queimar os arquivos da escravidão para apagar essa “mancha negra” da História do Brasil? Mentira! Ministro da Fazenda do governo provisório da República, abolicionista precoce, Rui mandou incinerar os registros de propriedade de escravos para evitar que os senhores cobrassem indenização por serem obrigados a libertar os cativos depois da Abolição de 1888. Ele achava que se alguém merecia indenização eram os ex-escravos.

Veja mais Mentiras e verdades

ABC do Brasil

A guerra da Independência

“Se Bolívar, em 1824, chegou a comandar 9.000 homens, entre colombianos e peruanos; se San Martín, em 1817, contou com 8.000 homens; se o máximo de força do exército de Washington, no verão de 1776, foi de 18.000 homens, as forças brasileiras em luta, na Bahia e no Maranhão, ou mobilizadas no Rio de Janeiro, ultrapassaram qualquer dessas cifras (…) A Independência foi o fruto de uma guerra, não uma dádiva de Portugal, nem um presente da Casa de Bragança”.

José Honório Rodrigues, Independência, Revolução e Contrarrevolução. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

Veja mais ABC do Brasil

Qual é o problema?

A indústria nacional. Perdendo participação do PIB, que de 20% nos anos de 1980 caiu para apenas 11,8% em 2018, a menor taxa desde 1950, o setor industrial brasileiro patina na obsolescência, flerta com o sucateamento e não dá sinais de poder capacitar-se tecnologicamente para uma inserção internacional competitiva. Sem um projeto nacional de que privilegie a indústria como motor da inovação na Economia, o País jamais será rico e desenvolvido.

Veja mais Qual é o problema?

Você sabia?

O Brasil é o país que mais protegeu suas florestas: nada menos que 66% de seu território ainda é coberto pela mata nativa. E utiliza apenas 7,6% com a agropecuária, enquanto a Dinamarca explora 76.8%, a Irlanda, 74,7%, a Holanda, 66,2%, a Alemanha 56,9%, os Estados Unidos, 18,3%.

Veja mais Você sabia?

Brasilidades

A Seção Brasilidades do Portal Bonifácio celebra, neste 20 de janeiro, o aniversário de 155 anos do nascimento de Euclides da Cunha. Militar e jornalista, Euclides marcou sua vida pelo livro Os Sertões a partir da cobertura jornalística para o jornal O Estado de São Paulo do...

Na ponta da língua

Marmiteiro vai às urnas

A palavra marmita, importada do francês marmite, desdobrou-se no brasileirismo marmiteiro e virou um termo importante na política. Nas eleições de 1945,...

Documento

Resenha da semana

Baú de Atualidades