Opinião

Instalações do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão.

Especialista afirma que acordo com os EUA em Alcântara é prejudicial ao Brasil

Especialista em assuntos espaciais diz que Acordo de Salvaguardas com os EUA sobre Alcântara é prejudicial ao Brasil. Veja Relatório completo aqui no Portal Bonifácio.
ruína argentina

Ideologia na política econômica Domingo Cavallo e a ruína Argentina

Um cenário com selo de desastre é a entrega da economia a uma só cabeça, sem contrapontos e contrabalanços de proteção.

O cenário global e o novo banco do Brics

Em panorama de baixo crescimento econômico e crise financeira, bancos de desenvolvimento podem voltar a cumprir o papel histórico que sempre lhes foi delegado

Soberania é ponto-chave no acordo Mercosul-UE

Abertura ao comércio internacional pode ser uma alavanca para o progresso, desde que submetida a um soberano projeto nacional de desenvolvimento
José Bonifácio

José Bonifácio, o estadista que fundou o Brasil

Arquiteto da Independência e da estruturação do Estado nacional brasileiro, Bonifácio segue como um exemplo para o Brasil moderno

A China suporta a pressão dos EUA

Oriental Review
Chineses aprenderam com a ofensiva dos americanos contra os japoneses nos anos 1980 e se recusam a abrir seu mercado financeiro na guerra comercial

O que está impulsionando o populismo?

São as consequência políticas do racha crescente entre valores conservadores sociais e liberais sociais ou refletem a insegurança econômica dos eleitores?

O G20 ainda é importante?

Embora o grupo tenha sido muito bom em emitir comunicados grandiosos para reconhecer os desafios globais, se mostrou incapaz de oferecer soluções

Aldo Comenta

Entrevista

Retomar a centralidade da Questão Nacional pelo desenvolvimento

Fundador do portal bonifacio.net.br, Aldo Rebelo prega a retomada da Questão Nacional como uma alavanca para o Brasil conquistar um desenvolvimento soberano.

Manifesto: pela união nacional de amplas forças heterogêneas

Somente a união de amplas forças políticas, econômicas e sociais, em torno de uma proposta de reconstrução e afirmação nacional, pode abrir caminho para a superação da crise atual.

Datas Nacionais

Verdades e Mentiras

Rui Barbosa mandou queimar os arquivos da escravidão para apagar essa “mancha negra” da História do Brasil? Mentira! Ministro da Fazenda do governo provisório da República, abolicionista precoce, Rui mandou incinerar os registros de propriedade de escravos para evitar que os senhores cobrassem indenização por serem obrigados a libertar os cativos depois da Abolição de 1888. Ele achava que se alguém merecia indenização eram os ex-escravos.

Veja mais Mentiras e verdades

ABC do Brasil

A guerra da Independência

“Se Bolívar, em 1824, chegou a comandar 9.000 homens, entre colombianos e peruanos; se San Martín, em 1817, contou com 8.000 homens; se o máximo de força do exército de Washington, no verão de 1776, foi de 18.000 homens, as forças brasileiras em luta, na Bahia e no Maranhão, ou mobilizadas no Rio de Janeiro, ultrapassaram qualquer dessas cifras (…) A Independência foi o fruto de uma guerra, não uma dádiva de Portugal, nem um presente da Casa de Bragança”.

José Honório Rodrigues, Independência, Revolução e Contrarrevolução. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

Veja mais ABC do Brasil

Qual é o problema?

A indústria nacional. Perdendo participação do PIB, que de 20% nos anos de 1980 caiu para apenas 11,8% em 2018, a menor taxa desde 1950, o setor industrial brasileiro patina na obsolescência, flerta com o sucateamento e não dá sinais de poder capacitar-se tecnologicamente para uma inserção internacional competitiva. Sem um projeto nacional de que privilegie a indústria como motor da inovação na Economia, o País jamais será rico e desenvolvido.

Veja mais Qual é o problema?

Você sabia?

O Brasil é o país que mais protegeu suas florestas: nada menos que 66% de seu território ainda é coberto pela mata nativa. E utiliza apenas 7,6% com a agropecuária, enquanto a Dinamarca explora 76.8%, a Irlanda, 74,7%, a Holanda, 66,2%, a Alemanha 56,9%, os Estados Unidos, 18,3%.

Veja mais Você sabia?

Brasilidades

Na ponta da língua

Marmiteiro vai às urnas

A palavra marmita, importada do francês marmite, desdobrou-se no brasileirismo marmiteiro e virou um termo importante na política. Nas eleições de 1945,...

Documento

Resenha da semana

O Mundo Pós-Ocidental

O livro de Oliver Stuenkel projeta na ascensão dos emergentes e da China a possibilidade de um novo multilateralismo, mais justo e mais equilibrado.

Baú de Atualidades