Mudanças no futebol chinês podem impactar o negócio do futebol no mundo

    Luís Antonio Paulino

    A China tornou-se nos últimos anos um dos principais mercados de futebol no mundo. Estrelas do futebol mundial têm sido contratadas com salários milionários para atuar no futebol chinês. Muitos craques brasileiros com passagem pelos principais times da Europa, como Oscar e Hulk, migraram nos últimos anos para o futebol chinês. Mas isso pode mudar em breve.

    De acordo com o site de notícias da China Sixth Tone[1], a Federação Chinesa de Futebol (CFA) anunciou um conjunto de novas regras que vão cortar os salários milionários pagos a jogadores chineses e estrangeiros. Os jogadores chineses mais bem pagos poderão receber o máximo de 5 milhões de yuans (US$ 765.000) por ano, antes dos impostos. O limite estabelecido em 2019 era 10 milhões de yuans. Os gastos médios que os times pagam aos seus jogadores não poderão exceder 3 milhões de yuans. Isso vai acabar com a era de estrelas do futebol mundial irem à China para ganhar 10 milhões ou mesmo 20 milhões de euros por ano. Segundo Chen Xuyuan, presidente da CFA, “O dinheiro do futebol está corroendo a saúde de nosso esporte, mas algumas pessoas ainda não estão atentas a esse fato.”

    Com essas medidas, os dirigentes do futebol chinês também querem estimular os jogadores chineses a procurar oportunidades no exterior, onde os salários podem ser mais baixos, mas os padrões de jogo são superiores aos da China. A ideia é que, se um número suficiente de jogadores chineses conseguir jogar nas principais ligas internacionais, as chances de a China participar e vencer uma Copa do Mundo aumentam.

    O presidente chinês Xi Jinping, entusiasta do futebol, sonha com a China como sede e vencedora de uma copa do mundo de futebol.

    Outra medida introduzida foi a proibição de o nome dos times fazerem referência aos patrocinadores. Segundo a nova regulação os novos nomes das equipes devem ser “saudáveis e civilizados”, compreender no máximo quatro caracteres e refletir um aspecto da cultura local ou do espírito de equipe. Os nomes dos patrocinadores continuarão a ser estampados nos uniformes do times, como ocorre no resto do mundo.

    Dado que muitos dos times de futebol mais tradicionais da China geralmente incluem o nome do patrocinador, isso pode se tornar um problema. Todos os times mais antigos e populares da China incluem o nome dos patrocinadores como Beijing Guoan, Shanghai Shenhua, Henan Jianye, Shandong Luneng, Guangzhou Evergrande Taobao. Todos esses times têm mais de 20 anos, alguns até mais, e muitos de seus fãs cresceram acostumados com esses nomes.


    [1] http://www.sixthtone.com/news/1006582/chinas-soccer-teams-are-in-for-a-rebrand%2C-minus-the-brands?utm_source=China+Digest+English&utm_ca%E2%80%A6

    Deixe um comentário

    Os comentários serão avaliados pela redação. Solicitamos que o debate de ideias seja mantido em nível elevado, à altura da busca de soluções para os problemas nacionais. Não se admitem xingamentos pessoais nem acusações que configurem os crimes de calúnia, injúria e difamação.

    Escreva seu comentário!
    Digite seu nome aqui