Instituto José Bonifácio anuncia agraciados com o Prêmio José Bonifácio em 2022

    O Prêmio é conferido pela instituição a pessoas físicas e jurídicas que tenham se destacado na defesa dos interesses nacionais, da democracia, do desenvolvimento social, da cultura, das artes e das ciências, valores e causas caros ao Instituto. A homenagem é constituída de um busto do Patriarca da Independência e um diploma.

    Conheça os agraciados por categorias:

    Política

    Ciro Gomes

    Ciro Ferreira Gomes nasceu em Pindamonhangaba, São Paulo, e criou-se em Sobral, Ceará. Foi líder estudantil, participou da reconstrução da União Nacional dos Estudantes (UNE), deputado estadual, prefeito de Fortaleza, governador do Ceará, ministro da Fazenda, ministro da Integração Nacional, deputado federal e secretário de Saúde do Ceará. 

    Ciro foi candidato à presidência da República em 2022 defendendo a retomada do desenvolvimento do Brasil, a redução das desigualdades e a fortalecimento da democracia, com fortes críticas ao sistema financeiro e valorização do papel do Estado na economia.

    Esporte

    Marta

    Marta Vieira da Silva nasceu em Dois Riachos, Alagoas, foi eleita pela FIFA seis vezes como a melhor jogadora do mundo. Foi Bola de Ouro em 2004 e 2007 e Chuteira de Ouro em 2007.

    Marta começou a jogar futebol no juvenil do Centro Esportivo Alagoano (CSA), em 1999. No ano seguinte foi contratada pelo Vasco da Gama, quando jogou no profissional entre os anos de 2000 e 2002.

    Em 2003, Marta vestiu pela primeira vez a camisa da Seleção Brasileira nos Jogos Pan-americanos em Santo Domingo, quando o Brasil ganhou a medalha de ouro.

    Marta tem duas medalhas de prata em olimpíadas e 17 gols pela Seleção Brasileira de futebol feminino. Graças ao seu talento, o futebol feminino ganhou reconhecimento e uma diretoria no Ministério do Esporte em 2011.

    Sociologia

    Antônio Risério

    Antônio Risério nasceu em Salvador, Bahia. Formado em antropologia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), é poeta, tradutor, ensaísta, historiador e roteirista de cinema e televisão.

    Participou do movimento estudantil, editou revistas de poesia experimental na década de 1970 e escreveu para a imprensa. Elaborou a concepção que originou o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

    Risério é autor de vasta obra de sociologia e história. Seu livro A utopia brasileira e os movimentos negros critica o identitarismo dos movimentos negros no Brasil e valoriza a mestiçagem como essência da identidade nacional.  

    Construtor do Desenvolvimento Nacional

    Eliseu Alves

    Eliseu Alves nasceu em São João Del Rei, Minas Gerais. Engenheiro Agrônomo graduado pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), foi professor nas disciplinas de estatística, microeconomia, economia rural e política agrícola dos cursos de pós-graduação da Universidade Federal de Minas Gerais (Cedeplar), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), e da Universidade de São Paulo (USP), orientando teses em nível de mestrado e doutorado nessas mesmas universidades.

    Ph.D em Economia Agrícola pela Purdue University, em Indiana, nos Estados Unidos, dedicou a vida ao serviço público como chefe do departamento de planejamento e avaliação da Emater-MG e foi presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf).

    Cultura Nacional

    Geraldo Amâncio

    Geraldo Amâncio Pereira nasceu no sítio Malhada de Areia, no Cedro, Ceará. Cantador, violeiro, poeta, escritor e Mestre da Cultura, é um dos artistas mais respeitados do Ceará nos 58 anos de carreira, reconhecido como Tesouro Vivo da Cultura pelo Governo do Estado e de Notório Saber pela Universidade Federal do Ceará (UFC), é membro da Academia Cearense de Letras. Entre seus discos mais célebres estão Violas de Ouro e De repente, 30 anos, com Ivanildo Vila Nova, com quem formou a dupla mais celebrada dos festivais de viola do Brasil.

    Cultura Nacional

    Ivanildo Vila Nova

    Ivanildo Vila Nova nasceu em Caruaru, Pernambuco. Repentista, cantador, violeiro e compositor, herdou o dom do Repente de seu pai e passou a morar em Campina Grande, na Paraíba.

    Elba Ramalho, Xangai, Bráulio Tavares, Silvério Pessoa estão entre os artistas com os quais atuou. É produtor do Congresso de Cantadores do Recife, do Festival Nacional de Repentistas de Caruaru e de outros importantes encontros de violeiros, cantadores e repentistas.

    Entre seus discos mais famosos estão Violas de Ouro e De repente, 30 anos, com Geraldo Amâncio, com quem formou a dupla mais celebrada nos festivais de viola do Brasil.

    Sindicalismo

    Ricardo Patah

    Ricardo Patah, nasceu na cidade de São Paulo. Graduado em direito pela Universidade São Judas Tadeu e em administração pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), é presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT) desde 2007 e do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, desde 2003.

    Ricardo Patah é sindicalista de profundos laços com o interesse nacional, com o desenvolvimento do Brasil, com a defesa dos direitos dos trabalhadores e da democracia.

    Direito

    Dr. Luiz Fernando

    Luiz Fernando Casagrande Pereira nasceu em Curitiba, Paraná. É advogado, mestre e doutor em direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e coordenador geral da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (ABRADEP).

    O advogado Luiz Fernando tem se destacado na defensa do estado de direito, da legalidade e das garantias democráticas.

    Ciência e Tecnologia

    Museu Paraense Emílio Goeldi

    O Museu Emílio Goeldi é uma instituição de pesquisa vinculada ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação do governo federal, fundado em 1866 e possui acervos de conhecimento relacionados à Amazônia, além de promover pesquisas e estudos científicos ligados à região. Seu nome homenageia o naturalista suíço Emilio Goeldi, que dirigiu a instituição no final do século XIX e realizou os estudos que embasaram a defesa da posição brasileira vitoriosa na disputa com a França na questão do Amapá.

    Não há posts para exibir

    1 COMENTÁRIO

    1. Gostaria de sugerir uma menção ou comentário sobre Elomar Figueira Mello. Compositor erudito e popular.Sertanista,escritor, gênio das letras que exaltam o sertão brasileiro,baiano de Vitória da Conquista.Homem íntegro,honesto
      Não liga para holofotes ou vaidades.Brasileiro,digno..Obrigada.

    Deixe um comentário

    Escreva seu comentário!
    Digite seu nome aqui