Brasil reinaugura base na Antártida

    O governo brasileiro inaugurou as novas instalações da base Comandante Ferraz, na Antártida, com as presenças do vice-presidente Hamilton Mourão e do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação Marcos Pontes.

    A base havia sido destruída por um incêndio em 2012, mas o início de sua reconstrução ocorreu em março de 2016 no governo da presidente Dilma Rousseff, com os então ministros Aldo Rebelo, da Defesa, e Celso Pansera, da Ciência, Tecnologia e Inovação. As obras prosseguiram na gestão do ex-presidente Michel Temer e agora foram concluídas na administração do presidente Jair Bolsonaro.

    A base Comandante Ferraz é administrada pela Marinha do Brasil e acolhe pesquisadores de todo o País. A logística e o transporte recebem o apoio em voos regulares da Força Aérea brasileira. Localizada na ilha Rei George, a 130 quilômetros da Península Antártica, a base Comandante Ferraz é acessada a partir da cidade chilena de Punta Arenas.

    A presença brasileira na Antártida está inserida nos termos do Tratado da Antártida, de 1959, pelo qual os países membros se comprometem a suspender reivindicações territoriais e a manter o continente desmilitarizado. A base homenageia o oficial de Marinha e pesquisador Luiz Antônio de Carvalho Ferraz (1940-1982).

    Deixe um comentário

    Os comentários serão avaliados pela redação. Solicitamos que o debate de ideias seja mantido em nível elevado, à altura da busca de soluções para os problemas nacionais. Não se admitem xingamentos pessoais nem acusações que configurem os crimes de calúnia, injúria e difamação.

    Escreva seu comentário!
    Digite seu nome aqui