Exportações de máquinas, equipamentos e componentes caem 8% em junho ante maio

Francisco Carlos de Assis / Agência Estado

As exportações de máquinas, equipamentos e componentes recuaram em junho 8% ante maio, de acordo com a Abimaq, entidade que congrega as empresas do setor. Na comparação com junho do ano passado houve uma queda de 22,5%. No acumulado do ano até junho a queda foi de 7,1%.

Em valores, as exportações em junho somaram US$ 681,94 milhões. No ano, até junho, as exportações somaram US$ 4,432 bilhões

As importações também caíram em junho. A queda foi de 2,9% ante maio. Na comparação de junho com junho de 2018 houve um crescimento de 20,5% e no acumulado do ano, avanço de 9,1%. Em valores, as importações somaram em junho US$ 1,507 bilhão. E no ano, US$ 7,780 bilhões.

O saldo entre exportações e importações em junho foi deficitário em US$ 825,57 milhões e no ano, de US$ 3,347 bilhões.

Nível de emprego

O nível de emprego na indústria de máquinas e equipamentos recuou 0,4% em junho ante maio, de acordo com a Abimaq. Com isso, o quadro de empregados diretos no setor em junho era de 307.526 trabalhadores.

Na comparação com junho do mesmo mês do ano passado, o número de empregados no setor cresceu 3,7%. No acumulado do ano até junho houve um crescimento de 4,2% no nível de emprego do setor.

Na media do ano, o quadro de empregados no setor de máquinas e equipamentos é de 306.433.

Faturamento da indústria de máquinas e equipamentos cai 6,1% em junho ante maio

 
Francisco Carlos de Assis / AE

O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos em junho caiu 6,1% em relação a maio, segundo divulgou a Abimaq, entidade que congrega as empresas do setor. Na comparação com junho do ano passado, o faturamento recuou 12,1% e no acumulado dos primeiros seis meses do ano teve um crescimento de 3,6%.

O consumo aparente da indústria de máquinas e equipamentos, que considera o consumo interno de parte da produção do setor mais as importações, recuou 5% em junho ante maio. Na leitura de junho contra o mesmo mês do ano passado houve uma alta de 8,4%. No acumulado de seis meses a Abimaq registrou crescimento de 11,6%.

Deixe um comentário

Os comentários serão avaliados pela redação. Solicitamos que o debate de ideias seja mantido em nível elevado, à altura da busca de soluções para os problemas nacionais. Não se admitem xingamentos pessoais nem acusações que configurem os crimes de calúnia, injúria e difamação.

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui